Google luta para diminuir o tamanho do instalador do Chrome

Em dez versões, o tamanho do instalador do Chrome triplicou. As implicações comerciais e estratégicas são ruins, tanto que foi criada uma força tarefa na Google para colocar o navegador numa dieta e encolher seu instalador.

Vê o gráfico ao lado? Ele mostra a evolução do tamanho, em mega bytes, do instalador do
Chrome
, navegador web da Google. Quando foi lançado, a versão 1.0 tinha 9 MB. Hoje, na décima, aquele valor saltou para 26 MB, quase o triplo do inicial.

Para reverter esse quadro, Anthony Laforge, gerente de programa técnico do Chrome, mandou o alerta, convocando uma força tarefa para atuar e remediar esse problema. Esse grupo tem a missão de “analisar agressivamente as opções para diminuir o tamanho do instalador do Chrome”.

Embora conexões banda larga estejam mais comuns e presentes em mais locais, outros fatores fazem com que a manutenção de um instalador enxuto valha a pena. O Chrome, por exemplo, é distribuído em pacotes, junto a outros programas, graças a acordos firmados com outras empresas. Quanto maior o tamanho, mais difícil a distribuição. Outra, mais preocupante, é a taxa de falhas na instalação/download do programa em países onde não há grande disponibilidade de conexões rápidas. Ian Fette, desenvolvedor do Chrome que trouxe os casos acima, cita a Índia como exemplo: o navegador tem boa penetração por lá, logo, esse tipo de falha afeta a reputação do mesmo.

A título de comparação, o instalador do Firefox 4, lançado ontem, tem 12 MB no Windows. É menos da metade do tamanho do Chrome 10. Ao longo dos últimos anos, o Chrome tem servido de parâmetro para a concorrência implementar novidades, da interface ao ciclo de desenvolvimento. Chegou a hora, afinal, da Google fazer o caminho inverso e seguir o bom exemplo do Firefox que, versão após versão, mantém o tamanho do seu instalador controlado.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *